Terraço

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Terraço

Mensagem por Secret em Sex 9 Ago - 20:31:36

Relembrando a primeira mensagem :

O terraço é um cômodo bastante usado pelas moradoras da cobertura, é um espaço amplo que conta com poltronas e sofá e também cadeiras de sol, uma pequena piscina e uma ampla vista para toda a cidade. Aqui são realizadas as festas das Bertrand e também as pequenas recepções. Sua decoração é minimalista e rústica com muitos traços modernos  Possui uma pequena área coberta que conta com mesa e cadeiras para almoços ao ar livre e em um canto uma jacuzzi para momentos relaxantes. A cobertura ocupa apenas metade do topo do prédio já que a outra metade é reservada ao heliporto, bastante utilizado por Conrad e Giselle Bertrand nas visitas as suas filhas.
Secret
avatar
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Terraço

Mensagem por Barbara Murdoch Bertrand em Ter 20 Ago - 22:53:38



Hail to the Queen



 Deixei uma longa gargalhada escapar por acidente, eu mal cmecei a ficar alta e já mal sabia o que estava fazendo: Barbie Bertrand, no meio da pista de dança, dançando Twerk com um garoto que eu não tinha ideia de quem era, uma pequena roda havia se aberto das pessoas que pausaram seus passos de dança para observer os meus. Minha classe era incomparável mas com dois ou três copos de ponche batizado eu movia meu quadril de forma mais do que prodigiosa. Me virei, agora ficando de frente para o garoto e joguei meus braços em torno de seu pescoço e o pobrezinho esperançoso já foi aproximando seus lábios dos meus, rapidamente levantei meu copo e o levei à boca do garoto — Não é hoje que você tem essa sorte, Darling — Lancei um sorriso satírico e dei as costas deixando o garoto estagnado no mesmo lugar com uma cara de paspalho. Antes que eu conseguisse sair da concentração de pessoas dançando no centro do meu terraço algo chamou a atenção de todos: Um helicóptero sobrevoava o prédio com uma precisão suspeita. Olhei para cima com fogo nos olhos, isso não podia ser bom. Tentei identificar quem seria o responsável; Não era a polícia com certeza, o helicóptero da família Bertrand era bem mais bonito e sofisticado então não eram meus pais, mas então... Quem seria?

De repente alguém salta deste helicóptero me arrancando um soluço de surpresa, mas logo percebi o para-quedas abrindo-se e alguém pousando na extremidade do Terraço: Ladrão de cena! Caminhei em sua direção com passos tão furiosos que pensei que meus Louboutins não agüentariam; Eu iria até esse sujeito e iria tirar satisfações, e melhor que as explicações fossem plausíveis, ou se não ele precisaria desse para-quedas para amenizar a queda do Terraço até o meio da Park Avenue logo em baixo. Ao me aproximar vi o garoto erguer-se e gritar para todos os convidados —  O GRANDE NICO ESTÁ DE VOLTA A NEW YORK DEPOIS DA TEMPORADA DE SURF GALERA, não mereço ao menos um abraço de boas vindas? — Eu parei à alguns metros de distância boquiaberta e com os braços aos meus lados. Estreitei os olhos e coloquei uma das mãos na cintura e caminhei lentamente até o garoto. — Ora ora ora, vejamos quem está em Manhattan depois de todo esse tempo. Nicolas Blanco! — Disse calmamente com um sorriso zombeteiro. Eu conhecia Nicolas Blanco do meu primeiro ano no Institute, o garoto era um dos mais populares, adepto à vida noturna desde sempre e gostava de entradas triunfais; Mas ele partiu por um certo tempo e por isso provavelmente presenciou apenas minha ascensão social mas não presenciou o bastante para presenciar o meu sucesso e saber que ninguém rouba a cena na festa de uma Bertrand, e muito menos numa festa de Barbie Bertrand. Era melhor que ele tivesse uma boa justificativa.  




COM: Nick  
ONDE:Bertrand’s Castle
VESTINDO: This
OUVINDO: Stripper – The Soho Dolls
NOTAS: “Not This time, darling!”
POST: 010



Bow Down Bitches
I know when you were little girls, you dreamt of being in my world. Don't forget it, don't forget it
Respect that, bow down bitches!
Coded by @Lilah for WE


Barbara Murdoch Bertrand
avatar
NYC
Ugh! No.
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terraço

Mensagem por Nicolas R. B. Blanco em Ter 20 Ago - 23:32:13




I'm Back Bitches!!
I'm Back Bitches!!



Minha idéia de grande cena de entrada parecia ter dado certo, boa parte dos convidados me fitava como se não acreditasse no tamanho da minha loucura, olhei a maioria das pessoas rosto a rosto, conhecia boa parte deles, não conhecia alguns, alguns cortes de cabelo novos, roupas diferentes, mas ainda era possível reconhecer a maioria.
Apenas observei por um tempo as reações ao ouvirem meu nome, as pessoas não pareciam acreditar na minha volta, até que me surge uma loira caminhando em minha direção, demorei um pouco a reconhecer e associar aquela imagem a pessoa, mas embora houvessem se passado dois longos anos, os olhos de Barbara Bertrand eram inconfundíveis, o sorrisinho zombeteiro que carregava era novidade, apesar de eu não ter passado muito tempo com aquela garota no meu ultimo ano no Institute, um dos mais conturbados, mas ainda assim, desde aquela epoca seus olhos me chamaram atenção. Sabia que aquela garota estava destinada a ser uma estrela. Para minha surpresa ela se aproximou de mim.


— Ora ora ora, vejamos quem está em Manhattan depois de todo esse tempo. Nicolas Blanco!

- Bem Barbie, tinham ondas magníficas no Hawai e alguém precisava surfar elas. Devo dizer que fiquei surpreso alguns dias atrás ao receber o convite para a sua festa, e sabemos que eu não poderia recusar um convite seu não é verdade?

Tomei a liberdade de caminhar um pouco mais, até estar de frente com Barbie, e mais liberdade ainda ao pegar sua mão e depositar um beijo na mesma.

- Devo dizer inclusive que esses dois anos apenas lhe fizeram bem, nunca esteve mais linda Barbie.

Após o leve beijo em sua mão, endireitei meu corpo e ajeitei meu cabelo com uma das mãos, com um enorme sorriso dirigido a loira, observei novamente as pessoas, realmente nada tinha mudado muito nos últimos dois anos, a não ser a ordem social das pessoas, pelo que pude perceber pelo numero de pessoas observando atentamente a cada passo da senhorita Bertrand, ela era a nova abelha rainha daquele enorme vespeiro, lhe dirigi mais um sorriso e uma piscadinha de olho marota.

- Bem, isso é uma festa não é verdade? Que tal abalarmos um pouco as estruturas desse lugar? Aumenta a musica Barbie, o príncipe da noite nova iorquina está de volta, e dessa vez ele não planeja ir a lugar algum.


O que acontece na festa fica na festa!
Thanks Babydoll @ TPO
Nicolas R. B. Blanco
avatar
ESPS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terraço

Mensagem por Aimée Murdoch Bertrand em Qua 21 Ago - 13:38:33

i'm your heroine
Like it or not even know she's a lot like me We're not the same. And yeah I'm a lot to handle You don't know trouble But I'm a hell of a scandal Me, I'm a scene I'm a drama queen I'm the best damn thing That your eyes have ever seen

– Vamos, Thomas! Eu estou mega atrasada! – Gritei para o motorista pisar fundo no acelerador. Isso que deu tentar ser uma “boa samaritana”, acabei me atrasando muito para a festa que Barbie daria. Atrasar para a festa dela era quase igual a suicídio social, se o fato de ser uma Bertrand não constasse. Só que consta, e muito, o que significava que eu nunca me atrasava, mas sim as pessoas se adiantavam a mim. No entanto, eu ainda estava preocupada apesar de tudo, mesmo não demonstrando tudo o que eu sentia. Emily era uma das poucas pessoas que realmente eram importantes pra mim além da minha família, e nesse momento ela estava passando por maus bocados e eu precisava estar ao seu lado independente da situação – que no momento não era nada boa.
[...]
Quando, finalmente, cheguei ao condomínio, nem esperei que Thomas estacionasse decentemente para descer. Meus passos eram rápidos à caminho do elevador, sem nem ao menos me dar ao trabalho de cumprimentar o porteiro, apenas lhe dirigi um cordial “obrigada”, até porque eu era educada mesmo na pressa. Abri a bolsa e apenas retoquei o batom vermelho, já estava arrumada para essa festa antes de sair para o hospital, sem contar que era uma festa de última hora, ou seja, do estilo americano que não tinha realmente uma vestimenta correta para usar. Assim que cheguei no apartamento, já podia ouvir o som que vinha do terraço. Parecia que as coisas estavam agitadas, mas eu ainda estava por chegar, o que significava que nada estava perfeito. “Acho que tenho que parar de andar com a Barbie.” Sorri para mim mesma diante desse pensamento, mas é claro que eu não deixaria de andar com minha irmã por coisas tão fúteis. Subi as escadas até meu quarto, deixando minha bolsa lá e pegando apenas meu celular, colocando-o dentro do bolso da jaqueta. Dei apenas uma última olhada no espelho, ajeitando a gola da jaqueta e passando a mão por meus cabelos louros, a fim de arruma-los melhor. Soltei-o e deixei que caísse em cascatas em minhas costas. Enfim, estava à caminho da festa.

Mais alguns lances de escada, e lá estava eu, diante de toda aquela gente. Não sabia que Barbie tinha chamado tanta gente assim. Passei meus orbes pelo local, procurando por Tobias, mas ele não estava lá. E nem Cedric, ou Danika... Emily tinha uma explicação por sua falta, mas onde estavam meus outros convidados? O que seria mais importante do que estar comigo naquele sábado à noite? Ah, eles teriam que me dar uma explicação muito plausível para aquela ausência, porque eu estava atrasada, mas eles não podiam fazer isso. Continuei vasculhando a festa ali no cantinho, tentando lembrar os nomes das pessoas que ali estavam quando algo chamou minha atenção. Aqueles cabelos louros e aquela postura não podiam ser de outra pessoa. Barbie, que estava acompanhada de um rapaz. Estreitei os olhos e busquei reconhecer o rapaz com quem ela estava, mas não me lembrava realmente de vê-lo por ali. Deveria ser algum amigo dela, e minha memória realmente não me ajudava. E talvez amigo também não seja a palavra certa, porque era visível que o tom dela não era amigável. Estampei um sorriso no rosto, respirando fundo e finalmente caminhando por entre as pessoas, cumprimentando a todas como uma anfitriã costuma fazer. Fui lembrando os nomes das pessoas do AEI aos poucos, como o de Lindsay, Scarlett, o garoto que estava beijando a universitária, Harry, eu acho. Cumprimentei a todos, no entanto três pessoas não puderam me passar despercebido: a jovem Grayson, uma loirinha que estudava no AEI até o ano passado e a morena que estava a acompanhando, no entanto eu não me lembrava dos nomes delas. Só que elas me intrigavam, bastante. Passei pela mesa de bebidas e peguei um copo vermelho com ponche – batizado, claro – e fui a passos calmos na direção em que estava Barbie e o seu “acompanhante”. No entanto, meus passos foram interrompidos pela morena universitária que dançava loucamente no meio da pista. Bebi um pouco do ponche que estava em meu copo e esperei um instante para que ela saísse da frente. Ela não parecia ter me notado, então eu precisava fazer algo para isso. – Com licença, será que seria muito incômodo sair do meu caminho? – A priori, parecia algo educado, mas o sarcasmo era presente no meu tom de voz. Esperei que sua atenção se voltasse minimamente para mim, até que sorri com cinismo e passei por ela, fazendo questão de esbarrar meu ombro com o dela, tornando a tomar meu caminho até Barbie. Parei ao lado dela, levando o copo aos lábios e ingerindo mais um pouco do líquido. Era impressão minha ou tinha um paraquedas pendurado nos ombros daquele rapaz? Arqueei as sobrancelhas e abafei o riso com uma mordida aos lábios, virando meu rosto para o lado de minha irmã. – Desculpe pelo atraso, Barbie.  – Olhei para o rapaz e lancei a ele um meio sorriso, começando a achar que eu já o conhecia de algum lugar, só não me lembrava de onde. – Olá, desconhecido. Seu acessório é bem interessante, se você fosse fazer algum show, mas como não, acho melhor deixa-lo em algum lugar. Sabe como é, peso nas costas é meio tenso. – Minha voz era carregada da normal ironia. Lancei a ele uma piscadela e dei as costas para ele, ainda parando ao lado de Barbie para lhe sussurrar no ouvido. – Qualquer coisa, estarei na pista de dança. É só chamar. – Caminhei então até o centro, ainda levantando meu copo por cima da cabeça e olhando-os por sobre o ombro. – A propósito, divirta-se. – Falei mais alto que a música para o rapaz, caminhando até a pista, onde encontrei o casal louro, Dominique e Lucca, que eu conhecia de ver em algumas festas. Sorri para ambos ao passar por eles, desejando que também se divertissem. Aproveitei meu momento de meia-loucura para ir até onde a garota Grayson estava dançando, aproveitando para me infiltrar no meio da galera e ficar de frente a ela. – Não posso deixar alguém dançando sozinho em uma festa na minha casa. Especialmente uma escritora. – Dirigi a palavra a ela, me balançando de acordo com a batida da música enquanto terminava de beber o restante que havia em meu copo.

notes: I'm the best damn thing That your eyes have ever seen; tags: Barbie, Nic, Kath, Grayson; vestindo: clothes;
Thanks Maay - TPO.
Aimée Murdoch Bertrand
avatar
ESPS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terraço

Mensagem por Harry Edward em Qua 21 Ago - 19:53:06




TAG:Rachel B. Berry              VESTINDO: Clique Aqui!            HUMOR:~~
Let's Go Crazy



Era como se ela fosse uma estrela no meio de todo aquele escuro céu, ela era a unica coisa que iluminava ali. "Desculpe.." aquela palavra saia vindo dela, baixinho. Acho que ela não tinha nenhum motivo para se desculpar. -Shhh.. Não pessas desculpa. Falava com o meu tom calmo. Sentia o meu corpo todo arrepiado com o toque da mão quente e macia dela a tocar-me no braço e a desçer até a minha mão, derrepente era como se tudo tivesse ficado silencioso apesar de toda aquela musica, pessoas e vozes ao mesmo tempo. Que sentimento era aquele? Eu tinha conhecido ela à tão pouco tempo, isto era possivel? Essa coisa que eu sentia na barriga, era estranho. As minhas mãos deslizavam até a cintura dela e puxava-lhe para um pouco mais perto de mim, estávamos tão perto, eu olhava para os lábios dela e mordia o meu inferior. Perdia-me no olhar profundo dela, então fechava os meus olhos, os nossos narizes tocavam-se e em segundos sentia os lábios dela roçarem nos meus lentamente, que tentação. Os nossos lábios se tocavam novamente e beijávamo-nos, de uma forma calma, sentia o calor da boca dela, e o seu toque que me arrepiava, as mãos delas desciam dos meus ombros até o meu peito. Não sabia bem o que estava a fazer mas aquilo parecia certo, e mesmo se não fosse.. Era irresistivel.

O sorriso meiguinho e fofo dela, oh god. Eu olhava para ela e sorria levemente, não importava quanto tempo eu procurasse, não conseguia encontrar uma unica imperfeição no rosto de menina dela, isso era possivel? E o cheiro dela? Oh, o cheiro dela, era como se eu cheirasse uma flor a cada vez que eu me aproximava dela. -Queres sair daqui? Algo me impedia de desfazer o meu pequenino sorriso, mas acho que já não estava com o humor para estar em uma festa neste momento, com todo aquele barulho, iria apreciar ir para um sitio mais calmo. Eu metia uns poucos fios de cabelo que estavam caidos no rosto dela, atrás da orelha enquanto aproximava a minha outra mão da mão dela e entrelaçava os nossos dedos lentamente, porque aquilo me arrepiava? O toque dela..

Harry Edward
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terraço

Mensagem por Barbara Murdoch Bertrand em Qua 21 Ago - 21:59:30



We think you're a joke shove your hope where it don't shine



 Mais alguns passos e Nicolas estava bem na minha frente — Bem Barbie, tinham ondas magníficas no Hawai e alguém precisava surfar elas. Devo dizer que fiquei surpreso alguns dias atrás ao receber o convite para a sua festa, e sabemos que eu não poderia recusar um convite seu não é verdade? — Surf no Havaí? Não me parecia convincente. — Pensei que você só surfava na internet e se afogava no whisky — Ele recolheu minha mão e depositou um beijo, sorri presunçosamente completando minha frase — É, você devia estar em algum lugar da minha lista de contatos.

Devo dizer inclusive que esses dois anos apenas lhe fizeram bem, nunca esteve mais linda Barbie. — Eu tinha de concordar, como minha mãe dizia: Você nunca estará tão bonita ou tão magra quanto você está entre os 16 aos 21 anos. E o óbvio é que eu sou perfeita, por favor. — Menos bajulação, mais explicação; Eu sei o que você está tentando fazer, e não é com qualquer brinquedinho voador que você vai conseguir. — Eu soava imperativa e sarcástica, assim que se lidava com pessoas como Nicolas.

Desculpe pelo atraso, Barbie. — Aimée, finalmente. — Seu atraso é imperdoável, vou cobrar em breve — Respondi Aimée indiretamente sem tirar os olhos de Nicolas — Olá, desconhecido. Seu acessório é bem interessante, se você fosse fazer algum show, mas como não, acho melhor deixa-lo em algum lugar. Sabe como é, peso nas costas é meio tenso. — Amy se dirigia à ele, se eu me lembrava bem Aimée ainda não era do instituto na época de Nick. Ironia sem nem mesmo conhecer o alvo? De onde ela tinha herdado isso? Oh claro! De mim. — Nicolas, essa é minha irmã mais nova Aimée Bertrand, Amy esse é Nicolas Blanco, paraquedista surpresa e estrela-meio-apagada — Agora eu olhava para Aimée, com ironia nos olhos e um sorriso de superioridade que irritava qualquer um. —  Qualquer coisa, estarei na pista de dança. É só chamar. A propósito, divirta-se. — Ela se aproximou para sussurar para mim e logo deu as costas aumentando o tom de voz e desejando diversão para o garoto ao meu lado. —  Bem, isso é uma festa não é verdade? Que tal abalarmos um pouco as estruturas desse lugar? Aumenta a musica Barbie, o príncipe da noite nova iorquina está de volta, e dessa vez ele não planeja ir a lugar algum. — Ele piscou para mim brevemente e eu arqueei uma sobrancelha. Já que está no inferno, abrace o diabo. Inclinei a cabeça para o lado sorrindo e peguei seu braço puxando-o para a pista de dança, me certifiquei de ficar perto de onde estava Aimée, assim eu poderia bisbilhotar qualquer novidade; Estávamos aproximadamente no centro da pista de dança e eu me posicionei à frente de Nico e comecei a dançar movendo o quadril ritmadamente — Duas perguntas, Blanco: Porque você voltou, e o que pretende fazer de interessante. Sou toda ouvidos. — NY andava monótona, e  volta de Nicolas era um tanto quanto interessante, ele era o tipo de pessoa que tomava as iniciativas e estava por trás das bagunças generalizadas, quase um especialista em planejamento de vagabundagem. A Rainha das armações e o Príncipe da noite? Parecia uma bela combinação, como fogo e gasolina; Eu era o fogo, claro. A parte brilhante da associação. Aguardei a resposta mantendo um olho em Aimée, que felizmente não estava sozinha.



COM: Nick and Amy  
ONDE:Bertrand’s Castle
VESTINDO: This
OUVINDO: Stripper – The Soho Dolls
NOTAS: “The queen of scheming
POST: 011



Bow Down Bitches
I know when you were little girls, you dreamt of being in my world. Don't forget it, don't forget it
Respect that, bow down bitches!
Coded by @Lilah for WE


Barbara Murdoch Bertrand
avatar
NYC
Ugh! No.
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terraço

Mensagem por Nicolas R. B. Blanco em Qua 21 Ago - 23:41:01




I'm Back Bitches!!
I'm Back Bitches!!



Os olhos de Barbie se quer mudaram sua fria expressão, ela simplesmente me encarava como se quisesse me botar num paredão e me fuzilar, enquanto eu apenas sorria sinicamente, como alguém que não fez nada, como se nem me lembrasse que a alguns minutos eu avia caído dos céus.

— Pensei que você só surfava na internet e se afogava no whisky.

A loira me soou ríspida e seca, realmente a loirinha de lindos olhos havia se tornado boa nisso, sem pestanejar lhe lancei um novo sorriso dando de ombros.

—Menos bajulação, mais explicação; Eu sei o que você está tentando fazer, e não é com qualquer brinquedinho voador que você vai conseguir.

- Eu só queria chegar rápido a sua festa e te impressionar, espero ter conseguido, ou minha próxima proeza terá de ser ainda maior. E por favor, não se esqueça de com quem está falando senhorita Bertrand, eu não sou do tipo que bajula alguém.

Ri um pouco, antes que uma nova garota se aproximasse de nós, e com nova quero dizer uma que se eu já tinha visto, se quer tinha notado. Embora conversasse por um segundo com a garota, Barbara continuava me olhando, sem se quer piscar o olho, percebi que a garota ganhou um olhar e um tom ameaçador desde a última vez que a vi.  Apenas sorri cordialmente para a garota quando ela se virou para mim.

— Olá, desconhecido. Seu acessório é bem interessante, se você fosse fazer algum show, mas como não, acho melhor deixa-lo em algum lugar. Sabe como é, peso nas costas é meio tenso.

- Temo que tenha perdido o show novinha - disse em tom irônico- quem sabe na próxima oportunidade você seja uma pessoa educada e chegue na hora certa.

Apenas observei a garota e fiquei ali com aquela cara de "quem é mesmo você?" enquanto Barbie continuava a falar, e finalmente as apresentações, elas eram irmãs, mas não pude notar uma grande semelhança. Continuei ali parado até aquela palavra chegar ao meu ouvido o que Barbie queria dizer com "meio apagado"?

- Desculpe, acho que não escutei muito bem? Meio apagado? - Gargalhei - Você por acaso esteve pelo Rockefeller hoje? mal voltei e já estou estrelando duas novas campanhas de roupas, fora todas as minhas velhas representações, o que mais tem por lá é foto minha em outdoor, quem é rei nunca perde a majestade Senhorita Bertrand, New York ainda é minha cidade.

Embora estivesse ali, conversando comigo eu podia sentir o fogo no olhar da garota, ela podia não demonstrar, mas minha chegada roubando toda a cena da festa a havia irritado, pelo que pude perceber antes de minha chegada ela era o grande centro das atenções, agora ela tinha de conviver com o fato de eu estar de volta, o que atraia olhares, sempre soube que Barbie adorava ser o centro das atenções, isso não era coisa nova, desde que a conheci tempos atrás as coisas eram assim, da mesma forma que eu, ela adora estar no centro de todo aquele picadeiro que era a vida de um milionário em NY. Sua irmãzinha agora se afastava de nós desejando a mim diversão, coitada mal sabia que eu era a própria diversão onde quer que eu fosse, apenas acenei com a cabeça com um "Pra você também", e novamente me voltei a sua irmã mais velha. Barbie não ficou para trás e saiu me "rebocando" pelo braço para o centro da pista de dança, apenas tive tempo de arquear os ombros e deixar o pára-quedas cair no chão. Acenei com a cabeça para a maioria das pessoas enquanto ela me puxava pelo braço. A loira parou em um certo ponto e se posicionou a minha frente remexendo o quadril no ritmo da musica, eu apenas sorri e a acompanhei na dança. E ela não mediu conversa, com aquele mesmo ar de superior de antes, ela disparou contra mim.

— Duas perguntas, Blanco: Porque você voltou, e o que pretende fazer de interessante. Sou toda ouvidos.

Sorri cinicamente enquanto balançava a cabeça para que minha franja voltasse ao lugar. Fiquei calado por um instante fazendo um suspense, como se pensasse na resposta.

- Talvez tenha sentido saudades de casa, talvez queira a cabeça de alguém do instituto, ou talvez seus lindos olhos tenham me trazido de volta Barbie. E bem, sobre diversão, sempre tem algo novo para fazer... Soube que a Secret anda precisando de assuntos para atormentar as vidas das pessoas, e como nós dois sabemos, eu sou ótimo lançando segredos dos inocentes aos tubarões da mídia. Acho que minha vida ficou pacata de mais no litoral havaiano, é hora de voltar a ser o velho Nico. Além de tudo, é muito bom estar em casa de novo. E você, pelo que percebi Barbie Bertrand é o nome do momento em New York, onde quer que eu vá as pessoas falam de você.

Meu sínico sorriso ficou ainda mais largo, Barbie não tirava os olhos da irmã enquanto dançávamos e conversávamos, e aquilo sim me incomodou, pus uma das mãos em seu queixo fazendo com que ela se virasse e olhasse para mim, encontrando um enorme sorriso debochado em meu rosto dessa vez.

- Você está dançando comigo Barbie, deixe sua irmã aproveitar a festa em paz, francamente você não me parece do tipo ciumenta com a irmãzinha.


O que acontece na festa fica na festa!
Thanks Babydoll @ TPO
Nicolas R. B. Blanco
avatar
ESPS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terraço

Mensagem por Barbara Murdoch Bertrand em Qui 22 Ago - 20:19:21



Watcha think about that?  



 No  Mínimo era cômico o jeito que Nico tentava aparecer pra mim, mal ele sabia que eu não ficava impressionada fácilmente. Ele podia ter fama no Rockefeller center, mas eu em breve teria em todo mundo. Minha viagem à Paris nas férias me rendera bons frutos e mesmo se eu não tivesse o peso de “Filha de Giselle Bertrand” No nome eu teria me saído com o mesmo êxito que me saí, eu já era conhecida por NY e agora meu nome espalhava pela França, conquistar os continentes seria o próximo passo não muito distante. Além de achar que me impressionava realmente achava que me intimidava, ele não tinha nível para disputar comigo, a festa ainda era minha e todos os pontos iriam para mim, mesmo que não fosse um jogo eu não iria perder. —

Talvez tenha sentido saudades de casa, talvez queira a cabeça de alguém do instituto, ou talvez seus lindos olhos tenham me trazido de volta Barbie. E bem, sobre diversão, sempre tem algo novo para fazer... Soube que a Secret anda precisando de assuntos para atormentar as vidas das pessoas, e como nós dois sabemos, eu sou ótimo lançando segredos dos inocentes aos tubarões da mídia. Acho que minha vida ficou pacata de mais no litoral havaiano, é hora de voltar a ser o velho Nico. Além de tudo, é muito bom estar em casa de novo.. — Ele me respondeu. Sem respostas claras, o que significava que ele estava escondendo algo, Nico nunca escondeu que ele era uma das boas fontes da Secret, já que ele gostava tanto de revelar os segredos dos outros, que tal seria se seu próprio segredo fosse revelado? Interessante...  — E você, pelo que percebi Barbie Bertrand é o nome do momento em New York, onde quer que eu vá as pessoas falam de você — Desde a partida de Nicolas muitas coisas haviam acontecido, principalmente a minha ascensão no segundo ano. Depois que eu cheguei de Paris e decidi me tornar um destaque, tudo isso me fez uma garota com muitos contatos, e os contatos me fizeram ser uma garota muito conhecida, o que me tornou uma garota muito falada; Todos queriam saber o que eu estava vestindo, à que lugares eu estava indo, o que eu estava lendo, claro que não posso desmerecer o crédito do meu sobrenome já que as minhas irmãs também fizeram do nome Bertrand palavra conhecida no vocabulário nova-iorquino. — Saudades não é o tipo de palavra que se encaixa em você Nick, e você não é lá o tipo de pessoa que volta por vingança. — Sorri e dei de ombros — Fazer o quê? Eu nasci para ter o nome nos Holofotes. — Fiz uma expressão presunçosa. —

Você está dançando comigo Barbie, deixe sua irmã aproveitar a festa em paz, francamente você não me parece do tipo ciumenta com a irmãzinha. — Nicolas notou meu breve momento de preocupação com Aimée, eu estava preocupada justamente com isso: Que ela aproveitasse a festa. E ele estava errado, se havia pessoas com quem eu me preocupava neste mundo era a minha família, principalmente com Amy e Allie que eram mais novas e menos experientes, não era comum que as pessoas me afrontassem pois sabiam do risco, e se afrontassem uma das minhas “protegidas” conheceriam uma Barbara duas vezes pior.

Tem razão, Aimée está se divertindo. E eu também afinal de contas. — Disfarcei e entrei no jogo do garoto; Me virei dando as costas para o garoto sem parar de dançar, sacudi o cabelo com as duas mãos e fui me aproximando de Nico.

Sabe Nick, você deve saber que eu não costumo dar elogios , mas essa cidade ficou monótona depois que você partiu. — Dei outra volta ficando frente à frente — Além disso, você ficou mais gatinho com esse tempo, confesso. — Dei de ombros e levei minha mão até a franja dele que eu já o observara colocar no lugar anteriormente, puxando-a pra trás. — Um elogio meu, ganhou o dia não acha, Blanco? — Levei minha mão até os lábios semicerrando os olhos de maneira instigante.



COM: Nick Blanco  
ONDE:Starbucks coffee
VESTINDO: This
OUVINDO: BITCH – The Plasticines
NOTAS: “I was born to have my name in the lights”
POST: 013



What do you think about that baby?
Baby, baby, somebody's gonna cry tonight. Baby, baby, but it won't be my tears tonight
Coded by @Lilah for WE


Barbara Murdoch Bertrand
avatar
NYC
Ugh! No.
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terraço

Mensagem por Nicolas R. B. Blanco em Sex 23 Ago - 13:26:32

I'm Back Bitches!!
Nunca acredite quando as pessoas dizem que você tem que ficar feliz com o que tem, há muito mais por aí e não há razão para que você não possa ter tudo. ✖
O que acontece na festa, fica na festa!


O que me impressionava na Barbie, é que ela conseguia manter aquele ar de superior, e aquela atmosfera tensa ao seu redor, era como se você precisasse ter medo dela, mas parece que ela não tinha notado que falava comigo dessa vez, e que eu nunca tive medo de pessoas, Barbie devia se lembrar que "destronei" vários populares, por puro tédio, ou simplesmente por não gostar deles, disputar atenção comigo nunca foi uma coisa muito boa, mas eu sabia que Barbie seria a única pessoa capaz de me arrumar um problema por hora.

- Saudades não é o tipo de palavra que se encaixa em você Nick, e você não é lá o tipo de pessoa que volta por vingança.

Apenas sorri cordialmente para Barbie. - Acredite Bertrand, tenho um ótimo motivo para estar em New York, se for boazinha, talvez fique sabendo de meus planos mais tarde.

Voltei novamente a sorrir enquanto Barbie seguia dançando, dessa vez de costas pra mim,era impressão minha ou a Queem B. estava jogando charme pra cima de mim? Tá certo que eu comecei com a brincadeira de me jogar pra cima dela, mas qualé, ela achava mesmo que eu ia cair nessa? A loira tinha planos pra mim, e eu ainda não sabia do que se tratava, o que me deixava intrigado, mas, continuava tendo certeza que para mim seria muito melhor ter Barbie como aliada do qu como inimiga, ela era a nova rainha de New York, mas meu posto de rei ainda estava desocupado, então, era hora de o pegar de volta. Barbie parecia jogar comigo, e mulheres que jogam sempre me seduziram.
— Sabe Nick, você deve saber que eu não costumo dar elogios , mas essa cidade ficou monótona depois que você partiu Acenei positivamente com a cabeça - Pois é, tudo fica melhor quando eu estou por perto.Ela se virou novamente para mim — Além disso, você ficou mais gatinho com esse tempo, confesso. Barbie acabou levando uma das mãos ao meu cabelo, ela devia se lembrar que eu detestava ter meu cabelo desarrumado, mas eu também não podia exigir de mais, saltei de um helicóptero, cabelo arrumado era a ultima coisa que eu teria naquela hora.  - Um elogio meu, ganhou o dia não acha, Blanco? Sorri um pouco mordendo meu próprio lábio enquanto observava Barbie, a forma como ela levou uma das mãos a boca acabou me deixando com um olhar fixo, e "animado" eu diria, não sei o que ela planejava, mas naquele momento não era mais importante, voltei a lhe dar uma piscada sorrindo, e pus uma das mãos em sua cintura. - Se eu nõ lhe conhecesse bem, B. Diria que está tentando me seduzir. Abri um sorriso sínico para ela naquele instante, acho que Barbie nunca era afrontada, talvez ela estivesse começando a querer me matar, mas eu não ligava, levei a mão livre ao outro lado de sua cintura. - Mas tenho que admitir, desde minha repentina volta, você é a mulher mais linda que pude ver na cidade, faríamos um belo casal não acha? O príncipe da noite e a rainha das armações, não é assim que a Secret te chama? com um de nós pra defender o outro, quem precisa de exércitos!? Minha expressão naquele momento transbordava a malicia através de meu corpo, a festa estava realmente começando a me animar.

I'm Nick Blanco!
All Rights Reserved for Belladona
Nicolas R. B. Blanco
avatar
ESPS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terraço

Mensagem por Dominique Von Moskovicht em Sex 23 Ago - 18:36:05






BARBIE'S

B-DAY

Para ser sincera, eu não conhecia nem metade das pessoas que estavam naquela festa. Algumas nos encaravam então imaginei que estariam olhando para Lucca. Ele, diferente de mim, simplesmente as ignorava. Em momento algum parei para pensar que algum deles talvez soubesse que eu estaria em telas de cinema por todo o mundo, no final do ano. Aliás, nem eu tinha parado para imaginar isso direito. Era estranho como, toda vez que estava com Lucca, não conseguia pensa no meu futuro com eu sempre fazia.

 Não fazia a mínima ideia de como tanta gente poderia caber em um terraço. Também não tinha ideia de como aquele garoto tinha conseguido cair perfeitamente no prédio. Como o vento, precisaria de muito treino e precisão. Barbara, a aniversariante, não pareceu ficar muito feliz com aquilo, mas não pude ver muito mais, pois meu acompanhante começou a falar comigo.

- Acredito que uma bebida seria ótima, para começar a noite. – Tentei brincar, mas então me senti uma idiota e soltei uma risadinha nervosa. – Dançar também parece ser... Bem legal. – mexia na corrente de minha bolsa e tentava não parece tão nervosa quanto já estava. Contudo, não pude evitar que minhas bochechas ficassem vermelhas como uma maçã. – Eu admito que também não sou um grande pé de valsa, mas posso te ensinar um truques. Vai que você aprende a fingir, que nem eu. – soltei uma risada fraca.

Então Lucca segurou minha mão e eu arregalei levemente os olhos. Sempre que sentia seu toque sentia meu braço todo arrepiar. Seu toque era quente e macio. Acho que ficava ainda mais vermelha e nervosa, se é que isso era possível. Segui-o por entre as pessoas até mesa de bebidas. Algumas poucas pessoas rondavam o local, a maioria estava na pista de dança ou prestando atenção no garoto do paraquedas e em Barbie. Peguei um copo de ponche para mim e observei Lucca, que também se servia de algo para beber. – Não faço a mínima ideia de quem são essas pessoas... – Comentei com o copo perto de meus lábios enquanto passava uma rápida olhada ao nosso redor. Talvez um ou dois rostos que eu já havia visto passar no William Ford, mas eu não havia feito muitas amizades desde que cheguei.

tagged: LUCCA ✖ listening: BURN by ELLIE GOULDING ✖ wearing: THIS ✖ tks, clumsy!

Dominique Von Moskovicht
avatar
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terraço

Mensagem por Barbara Murdoch Bertrand em Sex 23 Ago - 21:41:52



I'll simply knock you out
Tudo estava correndo como o esperado: Ele colocou uma das mãos em minha cintura. Não que eu estivesse planejando tudo isso mas por mais que seja difícil admitir Nicolas era deveras interessante; Bonito, sedutor, rico, e principalmente malvado — Qualidade admirável — mesmo que ele fosse convencido demais para o meu gosto

Se eu não lhe conhecesse bem, B. Diria que está tentando me seduzir — Ele disse sínico, colocando outra mão em minha cintura — Mas tenho que admitir, desde minha repentina volta, você é a mulher mais linda que pude ver na cidade, faríamos um belo casal não acha? O príncipe da noite e a rainha das armações, não é assim que a Secret te chama? com um de nós pra defender o outro, quem precisa de exércitos!? — Mais bajulação, ele estava caminhando por onde eu queria que ele caminhasse. Ele estava propondo uma sociedade? Mesmo? E inclusive propunha um casal, eu era ótima em armações, mas não gostava de envolver outras pessoas no meio, isso aumentava as chances de que desse errado. Vez ou outra eu armava alguma coisa com Aimée; Se bem que com Allie as parcerias eram constantes, ela sempre fora minha cúmplice e partilhava de inimigos em comum além de que nossas mentes malignas se completavam. Eu me lembrava de quando eu comecei à trapacear para conseguir o que queria: Eu ainda morava na França e quem me guiou por esse caminho foi Chenny, apesar de que hoje ela não trapaceava numa prova sequer. Creio eu que eu também ensinei Aimée considerando que eu era um exemplo muito mais forte de mal caminho.   — Não não Darling, pode parar. Eu trabalho sozinha nas minhas armações, ou com quem eu confie. — Respondi rolando os olhos — Eee... pelo contrário, você não me conhece nada bem, porque eu não estou tentando te seduzir...— Coloquei os braços em torno dos ombros dele chegando mais perto. — Mas de alguma forma, você está sendo seduzido... — Sussurrei maliciosamente aproximando meu rosto do dele olhando no fundo dos seus olhos — Eu estou te seduzindo? — Mordi o lábio e acariciei seu rosto com as costas de uma das minhas mãos, aproximei minha boca da orelha dele cochichando tentadoramente— Eu te deixo nervoso, Nicolas Blanco? — Um ponto crítico da situação, se algo iria acontecer deveria acontecer agora, a festa estava quase no fim e eu já podia ver algumas poucas pessoas irem embora, apesar de que nos encontraríamos muitas vezes pela cidade e principalmente pelo instituto, até porque essa competição não pararia tão cedo. Mas quem disse que precisávamos competir?




POST: ???

NOTES: "Do I make you nervous, Nicolas Blanco?"

CLOTHES: This

LYRICS: Keeps Getting Better- Christina Aguilera

TAGS: Party up baby!

clumsy @ SA
Barbara Murdoch Bertrand
avatar
NYC
Ugh! No.
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terraço

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum