Hall e Sala de Estar

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hall e Sala de Estar

Mensagem por Secret em Qui 15 Ago - 13:59:45

Hall e Sala de Estar
As portas do elevador abrem-se diretamente neste cômodo. Há uma bela porta de vidro à esquerda que leva à varanda. Todos os cômodos da casa, menos os quartos ficam neste primeiro andar.


Thanks to +Lia atOps
Secret
avatar
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall e Sala de Estar

Mensagem por Scarlett Darkhölme em Sex 1 Nov - 22:19:34

Boys and girls of every age, wouldn't you like to see something strange?


Sejam bem vindos à noite mais horripilante de todas. O Halloween é a época de entrar em contato com o seu psicopata interior, escolher as melhores e mais assustadoras fantasias e sair nas ruas. Crianças pegam doces e os adolescentes fazem a festa. Lembre-se que o uso de máscaras é obrigatório, mas está liberado qualquer tipo de fantasia. Os cômodos que não forem citados abaixo estão trancados, logo ninguém poderá postar neles. A casa toda foi totalmente redecorada, inclusive os corredores. Teias de aranhas falsas, iluminação especial, gelo seco, insetos e partes de corpos falsos. Buracos escuros e misteriosos de onde podem sair insetos ou até mãos. Alguns gemidos e barulhos de correntes e de canos podem ser causados por caixas de som escondidas. Toda iluminação foi diminuída e os lustres parecem antigos, alguns nem acendem de verdade. E os móveis foram redecorados ou até trocados para se adequar a noite. Então, divirtam-se e assustem-se, pois esse será o melhor Halloween de todas as suas vidas.
Garçons estão vestidos e adequadamente maquiados com fantasias esqueleto da melhor qualidade. Eles andam de um lado para o outro entregando mensagens secretas e servindo petiscos assustadores. A cozinha foi transformada numa sala de poções, frascos florescentes, teias de aranha, mobilhas antigas com mofo falso e (é claro) grandes mesas em forma de caldeirões que liberam uma fumaça de gelo seco e iluminado por um projetor colorido dentro de cada um dos caldeirões. Cada caldeirão possui um vidro na boca, que o transforma em mesa. Sobre eles variados tipos de petiscos assustadores, como insetos, dedos ensanguentados, olhos humanos, miolos e vermes. Claro que todos esses petiscos são comidas de verdade devidamente preparados para seguir com o tema e muito gostosos.
No canto há um autômato que geme e ergue os braços toda vez que alguém de aproxima. De sua boca libera um ponche com textura muito parecida com a do sangue humano de verdade. Os bares ficam no terraço e no hall. Garçons-esqueleto servem variados tipos de drinks coloridos e enfeitados para você entrar no clima da noite das bruxas.  A pista de dança fica na sala de estar e a noite vai ser mixada pelo melhor DJ de toda NYC, o qual também estará devidamente vestido para a noite. Na varanda, uma cartomante (com direito a leitura de tarô, da mão e bola de cristal) contratada especialmente para a noite; e pedaços humanos (falsos, claro) sendo cremados como toras na lareira.
No terraço, além de abrigar o segundo bar, será “A Sala dos Pecados”. Dançarinos (homens e mulheres) fantasiadas, penas, grandes almofadas e sofás. Tudo nas cores vermelho rosa, roxo e preto. A iluminação é fraca, para dar mais atenção à piscina, aonde foram estalados projetores que ficam mudando de cor por dentro da piscina, iluminando-a toda. No teto, nenhuma luz, para que os convidados possam apreciar as estrelas. Há apenas alguns cristais pendurados para tonar o local mais místico.
A “Sala Mal Assombrada” será a biblioteca. Com figuras assustadores passando no espelho e uma lareira que acende e apaga sozinha. As janelas podem se abrir a qualquer momento. Livros caindo e relâmpagos que parecem verdadeiros. As mãos bobas podem estar em qualquer lugar, assim como o mordomo zumbi e outras criaturas assustadoras (atores contratados, para tornar tudo mais emocionante). O chão geme, a energia (nesta sala) pode acabar de repente e a porta se tranca. Lembre-se que tudo isso é uma brincadeira e, por mais assustador que possa ser, você nunca se machucará de verdade.
A Sala de TV estará passando os melhores filmes de terror de todos os tempos e os convidados poderão escolher quais querem assistir. Esta sala foi feita para os menos animados, pois a festa mesmo acontece lá fora. O quarto de hóspedes também foi devidamente decorado com os enfeites mais horripilantes e, ao mesmo tempo, até divertidos. Entretanto, os convidados só poderão postar lá com a licença de, pelo menos, uma das donas do apartamento.

Podem postar a partir de agora.

Scarlett Darkhölme
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall e Sala de Estar

Mensagem por Rachel Horowitz-Berry em Dom 3 Nov - 1:41:21

I'm Feeling sexy and free !
Halloween, um dos meus feriados preferidos, não seria um típico dia das bruxas onde tudo que eu faria seria esperar as crianças para distribuir doces, desta vez seria diferente assim como tudo deste que havia me mudado para Nova Iorque, resumindo Festa.

Após tomar um banho demorado e revigorante trajei minha fantasia sexy de Chapeuzinho vermelho. Encarava meu reflexo no espelho dividida entre a satisfação e a indiferença. Em fração de segundos viajei em pensamentos, no meu ultimo Halloween, em Ohio. Minha vida na pequena cidade não era tão animada mas eu gostava. Agora aqui estava eu, me arrumando para minha quarta ou quinta festa na cidade. De volta ao presente dei um ultima olhada no espelho, maquiagem leve, o cabelo arrumado em cachos ajeitados e caídos sobre meus seios, o perfume doce e marcante, só faltava a mascara, mas isso eu usaria ao chegar na festa. Peguei o convite na bancada relendo o endereço, era irônico o fato de após ir a festa dos Morteri quase todos os meus caminhos sempre regressavam para lá. Suspirei sendo tomada pelas lembranças daquele momento e então parti rumo a Manhattan. O corredor assim como vários outros locais do prédio estavam enfeitados com enfeites macabros e assustadores, parecia que os moradores realmente entravam no espirito do Halloween.

Já acostumada com o trajeto até o prédio onde era o local de todas as festas polêmicas e badaladas da cidade, aproveitei o momento da ida no táxi para descansar um pouco, o dia todo havia sido agitado com compras. Assim como esperado, rapidamente cheguei ao meu destino. Caminhava pela calçada da entrada do prédio percebendo alguns olhares das pessoas ao redor, disfarçava o incômodo que sentia, deveria me acostumar já que usava uma fantasia daquele porte. Caminhava em passos apressados ignorando qualquer tentativa de aproximação das demais pessoas ao redor. Peguei o elevador, aproveitei esse tempo sozinha e pus a mascara escondendo o meu rosto na região dos olhos, o capuz vermelho agora estava posto sobre minha cabeça, eu estava completamente irreconhecível. Assim que cheguei no andar do apartamento diminui os passos, não me sentia mais nervosa como anteriormente quando ia a alguma festa. Esta noite eu planejava ser diferente das outras, já que a maioria sempre terminava em algum drama que me mexia com meu emociona. Antes mesmo de chegar ao local já era ouvido a batida abafada da musica eletrônica. Os corpos me moviam animados balançando no ritmo da musica que era convidativa.

Fui me infiltrando no meio de todas aquelas pessoas mascaradas e fantasiadas com os trajes mais inusitados, ia varrendo o local com os olhos procurando o bar. Assim que localizei o local segui caminhando para lá, no trajeto percebia alguns olhares, apenas sorri agradecida por estar mascarada e não poder ser identificada. - Um uísque por favor ... - Falei com o rapaz que se direcionou a mim no instante em que parei sobre a bancada de mármore. Ele preparou minha bebida e após alguns segundos ele vinha com um copo preenchido pelo liquido. Sorri agradecida para ele e voltei e me distanciei dali indo para um canto pouco movimentado enquanto balançava o corpo discretamente no ritmo da musica e saboreava o gosto amargo do liquido que descia em minha garganta me despertando e ascendendo uma chama de animação dentro de mim.


Rachel Berry estava com #NPC'S em Uma festa de Halloween e usava Fantasia de Chapeuzinho Vermelho. Thanks clumsy do SA
Rachel Horowitz-Berry
avatar
The city that never sleeps.
I don't know, you dare find out?
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall e Sala de Estar

Mensagem por Noah Vane Bellator em Dom 3 Nov - 1:56:45



Sweet dreams

Sweet dreams are made of these
Ele massageou seu pulso esquerdo enquanto seus olhos fixavam-se no reflexo que o espelho longo a sua frente refletia, era a imagem de um homem que vestia coisas incomuns para a época em questão, pano sobre pano cobriam todo seu corpo; Após alguns momentos Peter se afastou girando sob os calcanhares, caminhou até a cama e ali apanhou uma mascara que lhe cobriria metade do rosto.
                                                                     [....]

Ele pressionou pela terceira vez fazendo ecoar na rua vazia aquele barulho que era visivelmente irritante, um suspiro lhe escapou dos lábios, fitava a luz acessa que escapava pela janela e sem ver qualquer sinal de que qualquer tipo de vida se movimentava pela casa ele resolveu que era melhor ir até la, após abrir a porta do carro Peter retirou o capuz e caminhou até a porta onde bateu algumas vezes com o punho, deu um passo atrás e esperou que a porta fosse aberta, assim que isto aconteceu ele vislumbrou uma bela garota que mesmo vestida para o Halloween ainda sim era estonteante, ele a comprimentou pegando sua mão e depositando um beijo ali, antes de fazer com que ela enganchasse em seu braço.

'-Ezio Auditore ao seu dispor. Está bonita, Zombie.
Ele riu enquanto a soltava e dava a volta para abrir a porta do carro e entrar logo em seguida.

                                                                                  [....]

A ida até o local foi em meio a conversas animadas e som alto, ele diriga com audacia e por isso chegou rapidamente até onde o evento foi marcado, não foi dificil reconhecer que haviam chegado afinal a decoração horripilante entregava, após diminuir a velocidade e estacionar em meio a uma fileira de carros ele desligou o motor e olhou para Madelyn.
´'-Está pronta?
Então saiu do carro e deu a volta abrindo a porta para ela, assim que a mesma saiu trancou o carro e iniciou uma caminhada, cobriu sua cabeça com o capuz e colocou a mascara dourada que cobria metade de sua face. Após chegarem ao hall de entrada ele foi até o elevador e o chamou, não havia muita movimentação então apenas subiram pelo mesmo, ele olhou de relance para a garota ao seu lado e se direcionou até um garçom lhe pedindo dois drinks, ele os ofereceu duas caveiras com uma bebida que pareceria no minimo suspeita mas o garoto entrou na onde e aceitou oferecendo uma a ela.
'-Sera divertido.
Lhe dirigiu uma piscadela discreta.

Tell me would you kill to save a life?
THE RAVEN@
Noah Vane Bellator
avatar
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall e Sala de Estar

Mensagem por Scarlett Darkhölme em Dom 3 Nov - 16:43:36


Happy Halloween
 


31 de Outubro – My Apartment – Todos estão convidados
Wearing #TonightIsTheNight #Nightmares #SallyHalloween


  Passar a tarde toda no salão pode ser o sonho da maioria das garotas, mas a maioria desistiria disso quando soubesse o que eu estava fazendo. Certamente usar uma arma de spray foi mais prático do que fazer a maquiagem sozinha. Depois que decidi fazer a festa, não demorei muito para escolher uma fantasia. Sempre fui apaixonada pelos filmes de Tim Burton, para falar a verdade, sempre quis ser filha dele. Sally Hallowen do filme “Nightmare before christmas” foi minha escolhida desta vez.
Depois de duas horas me pintando toda de verde claro e de fazer as linhas das costuras da boneca, não aguentava mais. Sabe, quando se trabalha com profissionais, tem que estar preparada para tudo. As linhas eram em relevo e pareciam realmente reais. Meu cabelo estava liso e a maquiagem fazia meus olhos parecerem maiores. Minha fantasia só foi oficialmente finalizada quando cheguei em casa. O local estava todo arrumado, os garçons e o DJ já estavam arrumados e em suas posições. Claro que minha fantasia não era totalmente fiel à Sally, mas, falando sério, eu gostei bastante. Eu era uma versão mais sexy da boneca. Apesar das minhas meias serem cumpridas, eu deixei-as soltas próximas à canela.
Quando desci a grandiosa escada de mármore, a música era alta e contagiante. Um bom número de pessoas já ocupava o apartamento. Segurei minha máscara na frente do rosto e sorri maliciosamente. Tal sorriso era muito bem destacado pelo batom escarlate, que eu havia passado.
Andei por entre os convidados vendo se todos estavam seguindo as regras da festa. Andando pelo corredor, vi três garotas saindo da biblioteca. Uma delas ria vendo a cara de pavor das outras. Levei um leve susto ao sentir um inseto caindo no meu ombro, mas foi só dar uma batidinha para ele cair. Obviamente era falso, mas vi algumas pessoas levando sustos maiores.
Andei tranquila e graciosamente pelo apartamento observando todos misteriosamente. Não abria a boca uma vez se quer, pois o silencio me dava um ar mais misterioso. Certamente aquela noite seria maravilhosa.

Scarlett Darkhölme
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall e Sala de Estar

Mensagem por Eden Von Helling em Dom 3 Nov - 19:31:36


I just feel empty inside all the fucking time.
With Everybody · In the Halloween Party · Wearing this · It's time to move on.

Rachel fora uma autêntica terapia para mim. A sua maneira ingénua e alegre de observar tudo e todos fora como um abrir de olhos. Não propriamente correto, porém seguro e aconchegante. Saíra da casa dela e deambulara algo perdida por Brooklyn. Não porque não soubesse o caminho, mas sim pelo receio em assumir que sim. Contudo, preferia um sermão astronómico por parte de Emily e Alexia do que dormir-novamente- pelas paragens dispersas, poluídas e barulhentas de autocarros. Ou talvez não...

Uma chuva que tanto podia ser considerada oportuna como inoportuna começara a cair sobre mim, primeiramente como pequenos chuviscos e engrossando para persistentes quedas de água que pareciam jamais cessar. Acelerei o passo, considerando que era algum tipo de sinal. Chegada a casa, foi uma questão de ter ganchos e saber manuseá-los, um punho ágil e uma astúcia de adolescente que arrombara inúmeros armários escolares. O cheiro típico da casa preencheu-me. Nem queria saber se Emily estava ou não estava em casa, embora tenha vindo a descobrir que não. Só queria ir festejar, alegrar-me, conviver. A minha dedicação às artes permitiu elaborar com facilidade uma linda maquilhagem do dia dos mortos, que acompanhei com um vestido escuro, simples e antiquado. Boca "cosida", rosto completamente branco, olhos rodeados de preto com arabescos nas extremidades, um nariz semelhante ao de um panda e um laço vermelho no cabelo. Tudo reunido num misto de estranha elegância.

Dirigi-me à festa a passos calmos. Cada salto alto marcava um destes. Os sapatos reluziam discretamente com a sua luminosidade negra, que exibia um reflexo translúcido dos candeeiros de rua. Batidas fortes e com o seu tom que supostamente deveria amedrontar os convidados ouviu-se.

Mas eu só tinha medo de mim própria.

Entrei no apartamento. Bebidas alcoólicas, vómitos, máscaras sinistras (agradáveis para mim), outras de fantasias tão superficiais e inócuas como de bruxo ou bruxa. Algumas semelhantes com a minha, porém jamais congruentes, visto os diferentes rumos que as pinturas relacionadas ao Dia dos Mortos podiam assumir.

Ficara ciente da colossal dificuldade de encontrar Rachel no meio daquele aglomerado. Eu e a minha solidão assim permaneciam. Abandonadas, perdidas. No meio de tanto e tantos, mas flutuando completamente naquela dança repetitiva e de discoteca. Eu sempre adorara a escuridão. Nela somos todos iguais. Esse fora o mesmo pensamento que me invadira no hospital, depois da tentativa de suicídio, e que voltava a atormentar-me naquele momento. Hipnotizada em pensamentos, enquanto o inconsciente reproduzia a mesma dança dos outros e aceitava uma bebida aqui e ali. Recebia elogios da maquilhagem e retribuía. Mas sentia-me ausente, estranhamente ausente. Apesar de ter incontáveis pessoas ali, sentia-me tão só.

E isso doía tanto.

Todavia, eu acordei daquela nostalgia psicadélica quando ouvi uma voz- não era gritada, a cantar, curtindo a festa ou berrando para se fazer ouvir. Estava... preocupada. Uma mão pousou-me no ombro e virou-me de forma agreste.

- Emily!- Exclamei, completamente surpresa. Fixámo-nos. Tentei abraçá-la... mas ela empurrou-me.

Eden Von Helling
avatar
Somewhere, somehow.
*-*
ESPS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall e Sala de Estar

Mensagem por Billie C. Thénardier em Ter 5 Nov - 14:51:37




tag: Party; wearing: Esse aqui; notes: Jason -q;
Haloween Party

Porque Nova Yorque é uma cidade tão irritante? Um homem não se pode nem mesmo dirigir por  lá sem xingar ao menos um palavrão sequer. Os semáforos pareciam sempre estarem defeituosos, e as pessoas eram mal educadas. Por isso posso afirmar que sim, eu sou um Nova Iorquino nato. Sem dúvida alguma.
Minhas mãos deslizavam pelo volante, enquanto eu seguia caminho, rumo ao apartamento  das Darkhölme.  Na verdade nunca soube o grau de parentesco exato daquelas garotas. Só podia afirmar que elas eram gostosas, gostosas e ricas. Tudo o que eu precisava para ser feliz.  Sorrio ao pensar nisso, posicionando meu cotovelo ao exterior  do carro.
Puxo o freio de mão, assim que paro no grande estacionamento do edifício. Os carros de luxo cercavam minha simples Ferrari preta, que não era assim tão insignificante, mas com toda a grana que papai tinha, uma bela Ferrari não lhe faria falir. E para meu grande espanto, o velho me dera-a de bom grado. Ele finalmente estava virando gente. Que ótimo, continue assim, papai! Talvez consiga conquistar sua humanidade por completo.
A porta do espaçoso e iluminado elevador se fecha à minha frente, me deixando sozinho, somente com a minha imagem, ao olhar para o belo espelho às minhas costas. Eu estava realmente assustador. Macacão ensanguentado, assim como coturnos negros e mal engraxados, rasgos enormes nas mangas da fantasia e uma máscara como do Jason, no filme sexta-feira 13. O filme não era nada assustador, mas era um tanto quanto cômico. O homem  levava vários tiros, e continuava a andar sem expressão, atrás da vítima. Era realmente engraçado. Na verdade todos os filmes de terror são extremamente cômicos pra mim. As mortes são tão improváveis, esse era o maior motivo ao qual eu os assistia.
“Bip”. O som é emitido de algum lugar acima no elevador. A porta finalmente se abre, e o som do Rock n’ Roll, invade toda a dimensão do local. Ajusto minha máscara corretamente  e caminho até a última cobertura do corredor.  
Toco a campainha, e claro, o som era tão alto que era praticamente inaudível o barulho da campainha. Então, sem pestanejar, giro a maçaneta.
A luz era escassa, e a porta se fecha atrás de mim, sem nem mesmo eu tocá-la. As fantasias eram diversas. As garotas estavam sexys , e muitos caras estavam ridículos, mas fora isso, era perfeito.
Homens vestidos de esqueletos perambulavam por toda a sala das Darhölme, com bandejas. Logo que um passa por mim, trato de capturar um pequeno copo de tequila, -levantando rapidamente a máscara- bebo o líquido e no mesmo instante deposito novamente o copo na bandeja do mesmo garçom esqueleto, que sai logo de perto de mim.
A música era de mais. Todo o tipo de música que eu mais gostava tocava ali. As minhas bandas preferidas estavam por todo o local. Músicas do Green Day, minha banda favorita, ecoava pelo apartamento. As garotas dançavam com suas fantasias, que para o meu agrado , eram bem curtas, e em algumas, um tanto justas, e não tardou para que eu também entrasse na vibe, e assim, tratei logo de encontrar alguém para mexer literalmente o esqueleto.
A garota estava com uma fantasia, um tanto quanto instigante de capetinha, era perfeito. Mas não era possível ver seu rosto, pois esse era encoberto por uma máscara de um demônio fêmea, confesso que era até...bonitinha.
A garota se vai, e assim eu caminho mais um pouco, em direção à mesa de bebidas. Ratos de mentira,  e doces em forma de baratas e olhos, se encontravam ali. Pego logo um copo do mais cheio de álcool ponche, e um doce de barata. Me viro, e assim visualizo uma garota. Ela realmente estava de Jason Fêmea? Oh Meu Deus, era muita coincidência! Mastigo as perninhas da barata, e assim caminho até ela, no ritmo da música, e me esforçando para não parecer idiota – como se fosse possível-.
- Uau, encontrei uma irmã gêmea? – Digo ao ouvido da garota, me inclinando até ela.



I'm Jason!

tanks beecky, at oops!

Billie C. Thénardier
avatar
Em um canto.
Te querendo. :3
ESPS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall e Sala de Estar

Mensagem por Angelinne Eaton Vileneuve em Ter 5 Nov - 18:00:53

KEEP YOUR EYES OPEN
Even when you're sleeping

E então chega o dia ridiculamente esperado por todos nós, o Halloween. Para alguns isso tudo é para por uma fantasia que humilha os outros e apenas se mostrar, para outros é colocar a fantasia mais legal e pegar todas, ou todos e para muitas dessas vadiazinhas de bar de beira de estrada e simplesmente ficar pelada e ver quantos garotos ricos consegue fisgar. Mas não para mim. Para mim era o dia em que eu ponho minha roupa mais curta junto de alguns outros acessórios para disfarçar ser uma fantasia, é o dia em que eu tento disfarçar qualquer coisa para eu não ser reconhecida, é o dia em que eu posso beber o quanto eu quiser em qualquer festa lixosa, é o dia em que eu posso ser eu mesma e todo mundo tem que ficar de boca fechada, afinal, é Halloween é hora de deixar os monstros dentro de nós saírem.


Estava dentro do carro, ansiosa para o farol abrir. Minha máscara de encontrava em meu colo e eu estava ciente que assim que eu acelerasse correria o risco da máscara cair no chão e me atrapalhar a dirigir. "Talvez isso poderia causar até mesmo um acidente" penso comigo, e então coloco a máscara no banco do lado. Isso bem a tempo do farol abrir e eu acelerar para não chegar atrasada na tão esperada festa.


Faltava apenas algumas quadras do apartamento e eu estava passando raiva com o trânsito naquele dia. Felizmente a vista ajudava. Tudo estava enfeitado e iluminado, pessoas com suas fantasias extremamente chamativas perambulavam por todos os lugares, era uma coisa de realmente se admirar. Mas é claro, faltando pouco tempo para chegar na festa e ainda tinha problemas com alguns barbeiros que circulavam pelas ruas de Nova York.


Logo chegava na rua da festa, estacionei o carro, logo desci dele ajeitando o vestido e pegando a máscara.
—É bom que valha a pena... — Digo indo em direção ao apartamento das Darkhölme.


Chego até o andar delas. Antes de adentrar e chegar na festa coloco a máscara, afinal, não queremos que ninguém saiba quem é Angelinne Lefevre esta noite. Bato na porta que logo se abre. Entro e tudo estava realmente perfeito. Aquilo sim era uma festa de verdade. Os garçons eram homens maquiados com fantasias de esqueleto, pena que estavam ali somente para servirem agente. Claro, não esse tipo de servidão que eu bem queria. A música estava alta do jeitinho que eu gostava, pessoas dançando por todo lugar. Porém, nada de Petter.


—Vamos começar logo isso— Digo pegando um copo com algum tipo de bebida. Não quis saber de nada, nem o que era. Virei e logo já estava pedindo mais um. Quando vi já estava no quarto copo de vodca. Era hora de começar a diversão, então fui me juntar aos outros convidados para dançar.

FANTASIA / JESS ♥
Angelinne Eaton Vileneuve
avatar
new york
probably tired
WSA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall e Sala de Estar

Mensagem por Dianna Bevoier em Ter 5 Nov - 19:10:23


Halloween


Halloween, o dia favorito de muitas pessoas. Casas decoradas, filmes de terror o dia inteiro, crianças saindo nas ruas pedindo doces e festas de Halloween. Havia recebido um convite para uma festa no apartamento das Darkhölme, primeiro não sabia se deveria ir, já fazia muito tempo que não ia a festas, afinal, nunca fui muito fã disso mesmo. Passo a manhã inteira pensando nisso, enquanto assistia um dos filmes do Sexta-feira treze, um dos meus filmes de terror favorito, assim que o filme acabou, já havia tomado a minha decisão, estava na hora de Dianna Bevoier aparecer. Além disso, eu não estava nem um pouco a fim de ficar no apartamento junto de meus "queridos" pais, já estava ansiosa para eles voltaram para a Itália, ou qualquer outro lugar para cuidarem da agencia.

Caminho para fora do apartamento, onde pego o meu carro e dirijo ate uma loja de fantasias. Em poucos minutos, já havia visto várias fantasias, mas nenhuma me agradava o suficiente, o que eu queria era uma fantasia que assustasse, uma fantasia de serial killer, ate que finalmente encontro a fantasia certa. Pago a fantasia e volto para o meu apartamento.

Apos algumas horas, começo a me arrumar, tomo um longo banho e em seguida visto a fantasia, que era a versão feminina do Jason Voorhees, o meu serial killer favorito dos filmes de terror, coloco a mascara e pego o facão, agora já estava pronta para ir a tal festa, caminho para fora do meu quarto e passo por um dos corredores, nisso acabo assustando uma das empregadas sem querer. Saio do meu apartamento e vou em direção a festa. Ajeito a minha mascara e entro, o local já estava bem movimentado, várias pessoas usando fantasias, ate o momento não havia reconhecido ninguém e esperava que ninguém me reconhecesse também, o que eu menos queria naquele momento eram pessoas me cercando e perguntando como se faz para ser modelo na agencia Bevoier.  

Vou ate onde estavam servindo as bebidas e pego um Whisky, levanto um pouco a mascara para poder beber o liquido em meu copo, apos fazer isso, endireito a mascara a fazendo cobrir o meu rosto por completo novamente. Logo ouço uma voz em meu ouvido, me viro para a pessoa, era um rapaz vestido de Jason Voorhees.
- Pelo visto sim. - Respondo com ironia. - Que coincidência, dois "Jason's" na festa!

Tag: Party ; Fantasia: AQUI
credits @

Dianna Bevoier
avatar
NY
Depende de você

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall e Sala de Estar

Mensagem por Madelyn Morris Bernacchi em Qua 6 Nov - 0:04:18

Trick or treat?
When you were listening to that song on that drive with the people you love most in this world. And in this moment, I swear, we are infinite.✖
Happy Halloween! Finalmente um dos feriados mais esperados -para mim- do ano todo havia chegado e eu estava bastante empolgada, ainda mais depois de receber um convite para a festa de uma tal de Sky?! Ou algo parecido. O meu dia hoje seria completamente dedicado a minha produção para a festa, cabelo, maquiagem, roupas e etc. Eu estava animada não só pelo fato de ser Halloween, mas sim  por ser meu primeiro Halloween em New York, traduzindo: Festas, que geram pessoas bêbadas, que gera pegação e que rende assunto em um dos sites de fofoca mais comentados de Manhhathan: Gossip Girl! Sim, eu já havia ouvido as pessoas falarem dela o suficiente, algumas bem, outras mal.      


...


Fitei meu reflexo no espelho, o resultado havia sido ótimo. Eu estava irreconhecível, em um bom sentido. Sorri satisfeita com o resultado. Já estava quase na hora de Petter chegar. Nós havíamos marcado de ir juntos, já que eu não conhecia ninguém. Bom, apenas ele que era filho de um amigo da mamãe, ou pelo menos foi isso que eu entendi. O som da campainha ecoou pela casa me assustando. Deve ser ele. Cambaleei ate a porta, abrindo-a. Dirigi meu olhar ao garoto na minha frente com um sorriso nos lábios -Vamos? -Disse enquanto a porta atras de mim se fechava.  Ele segurou minha mão, depositando um beijo e seguiu com um elogio.
-O senhor também esta muito elegante, Senhor Auditore -Sorri, enquanto esperava ele abrir a porta do carro. E por fim, seguimos para a festa.


...

Enfim, chegamos ao local. Não haviam muitas pessoas, talvez nós tivéssemos chegado cedo demais. Mas a festa ainda continuava linda, luzes, decoração, tudo, podia ser definido em  uma perfeição de horrores. Essa garota, a tal Stela? Enfim...A dona da festa tinha um bom gosto.
Me virei para Petter, pegando a bebida que ele me oferecia. Aproximei o copo de meus lábios, e por fim ingeri o liquido verde. Não sabia qual bebida era aquela, mas ela era gélida e gostosa. Segurei o copo na mão direita, brincando com a borda. Olhei para o garoto com um sorriso maroto nos lábios -Com certeza sera! -Entrelacei meu braço no dele -Vamos dar uma volta -Disse enquanto o arrastava para outro cômodo.

Madelyn Morris Bernacchi
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall e Sala de Estar

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum