Hall de Entrada

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hall de Entrada

Mensagem por Secret em Seg 8 Jul - 18:15:38

Relembrando a primeira mensagem :

Hall de Entrada
Rodeado por vidraças, o hall é o ponto inicial do apartamento. Distribuído por mobílias refinadas e uma planta, dando o ar natural ao espaço. É uma espécie de anexo que liga as escadas à sala de jantar, varanda e piscina.


Thanks to +Lia atOps
Secret
avatar
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Hall de Entrada

Mensagem por Dominique Von Moskovicht em Ter 23 Jul - 1:54:08


Alice

Welcome to my Wonderland






Para todos os lados que eu olhasse havia alguém dançando ou conversando animadamente com seu acompanhante ou um grupo de amigos. Contudo meu primeiro dia na faculdade ainda não havia me providenciado muitos amigos e posso lhe garantir que nenhum deles estava lá. Respirei fundo e encostei meu ombro na parede. Tinha anoite toda para tentar encontrar alguém. Para falar a verdade, eu estava pensando em me dar um prazo de uma hora. Se neste meio tempo nenhum conhecido aparecesse eu voltaria para casa e passaria o resto da noite enrolada em um cobertor bem quentinho e assistindo qualquer um dos filmes da minha extensa coleção.

Tinha acabado de virar o último gole da minha bebida quando eu levei um susto. Alguém havia se aproximado quando eu estava distraída e pusera suas mãos ao redor de minha cintura. Como eu era o tipo de pessoa assustada que tem um ataque cardíaco por qualquer coisa, não pude evitar de dar um salto neste momento. Já mais focada no momento ouvi a voz da pessoa e não demorei muito para reconhecer. Principalmente quando ele comentou do meu pequeno desequilíbrio no meu primeiro dia. Estava prestes à lançar algumas palavras mau humoradas quando levei outro susto. Senti seus lábios tocarem rapidamente o lado de meu rosto e, neste exato momento, pude sentir toda esta área esquentar um pouco.

- E cavalheiros não deveriam chegar por ai assustando mocinhas indefesas. - Ri baixo. Ainda estava de costas para ele, pois tentava esconder o rubor de minhas bochechas. Contudo, minha curiosidade era maior. Naquela festa uma fantasia era mais criativa e exótica que a outra. Logo, queria saber quem o rapaz decidira ser esta noite. - Wow... - Esta foi a única coisa que saiu de meus lábios quando eu me virei e me deparei com Lucca vestindo apenas uma espécie de saia branca e duas grandes asas. - Belas asas. - Neste momento que queria achar um buraco para enfiar minha cabeça e me esconder até o dia da minha morte. Não era o tipo de pessoa que ficava sem palavras, até porque eu falava até demais as vezes. Entretanto, esta era uma exceção. O cara que havia conhecido, a menos de dois dias, na faculdade e que me vira quase cair de cara no chão agora estava semi nu, bem na minha frente fazendo piadinha sobre álcool e minha falta de equilíbrio.

- Para falar a verdade, acho que vou querer outro desse. - Disse tentando respirar e fazer com que meus batimentos cardíacos voltassem ao normal. O fato de que seus olhos estavam fixos em mim e que ele sorria, como uma criança na manhã de natal, me deixavam mais nervosa ainda. Se eu tentasse sorrir como ele ia acabar parecendo mais como uma monstra de filme infantil. - Vai me acompanhar? - Soltei uma risadinha nervosa pondo meu copo sobre a bancada do bar e tomando em minhas mãos, novamente, a garrafa de whisky. Lucca, sem dúvidas alguma, era um rapaz divertido e animado, mas eu não conhecia a sua tolerância ao álcool. Então resolvi que seria melhor não abusar demais de minha própria tolerância. O que, para minha sorte, não era tão baixa quando poderia parecer.





Post: 002 ~ Clothes: THIS ~ Lyrics: A Little Party Never Killed Nobody ~ Notes: Lucca~
Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

Dominique Von Moskovicht
avatar
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall de Entrada

Mensagem por Rodrick Valdez Bellator em Ter 23 Jul - 2:46:04

Vamos Bailar? Não,vamos é...

Minha nossa que isso hein?!



Acordei um pouco mais preguiçoso do que o normal, minha vontade era de ficar mais umas 5 horas na cama, só olhando para o teto e enviando mensagens para os meus amigos e para as gatinhas, mas eu não poderia, tinha festa, lembrei-me por que ao acordar deparei-me, em cima do criado mudo e ao lado do meu celular, com o convite da festa, lembrei-me também              que era em um lugar conhecido, era na casa da minha, da minha... Como eu posso dizer sem ofender as solteiras que estão doidas por mim? Lá  vai, da minha na..mo...ra...da, é isso mesmo, da minha... ficante, se preferir peguete. As coisas com a Niik tinha se normalizado, ela deve ter si dado conta do que ela iria perder, iria perder mais do que nunca o rico e loiro mais desejado de NY se não do mundo. Conversamos e se entendemos. Sentei na cama e peguei o convite de novo, era bem a vigésima vez que eu o lia, não tinha nada melhor do que fazer, então eu lia mesmo.  Quando o terminei de lê-lo, fiz o favor de focar em uma das coisas do convite.
Danika, Edgar e Eckl, os irmãos Dorn Morteri
Os irmãos Morteri um trio que, modéstia parte, era bem diferente, começando pelo galanteador barato do Ed(Edgar) um chato de galocha e muito ciumento que se acha um gostosão. Quando começei a ficar com a Niik o demônio atrapalhava direto, coisa de criança, isso que ele é, ele só não era mais chato do que o Luc(Lucca) por que eu não estudava com ele, graças a Díos. Na época do Ricard’s  ele era um irritante e aposto que não mudou nada. E advinha, o demônio tem um irmão gêmeo, é senhoras e senhores o idiota tinha uma cópia, pelo menos era uma copia mais amigável e menos egocêntrica, mas mesmo assim era chato, no Richard’s até que ele era legal, burrim, mas legal era o Ekka(Eckl). E por último a doce e amigável, alem de gostosa e linda, a Danika, isso sim era irmã que eu pedi a deus, quer dizer, prima, por que prima a gente da uns pega e fica tudo bem. Além de linda ela conseguiu uma façanha épica, conquistou meu coração, menina danada essa, eu sei que sou irresistível, lindo,maravilhoso, gostoso, charmoso, rico, loiro, tesudo(desculpa a palavra), divino, mas eu não consegui resisti a ela, acreditam nisso? Se eu contasse para alguém ele não acreditaria e ainda dizia, “Rodrick Hectorugo Valdez esta caidinho por uma menina, e olha que eu pensei que fosse as meninas que se descabelavam e digladiavam por ele, quem diria em seu Rodrick.” Depois desse rápido resumo dos irmãos Morteri levanto-me da cama e vou para o banheiro, tomo o meu banho matinal, e faço minha higiene pessoal, saiu do banheiro pelado e fico de frente ao espelho e falo:
-Cara, quantas meninas não desejariam uma cena toda manha como essa, sou mais do que demais sou espetacular.
Seco-me e visto minha roupa, eu não iria sair de casa mesmo então ponho uma roupa básica, saiu do quarto e vou tomar meu café, quer dizer almoço, como enquanto folheio o jornal, quer por sinal só tinha notícia ruim, para variar. Depois do rápido almoço volto para o meu quarto, ligo a tevê e assisto a meus programas favoritos, e aproveito para estudar um pouco, só um pouco, e mandar umas mensagens, só para saber as novidades.
O dia foi passando e a parte da noite veio rápido, acho que estava com tanto sono que depois de uns 10 minutos assistindo tevê eu cai no sono, levanto-me o confiro a hora no meu relógio de parede.
-Hora de tomar banho e se arrumar.
Levanto da cama, toda desarrumada com livros, papeis e canetas, e vou para o banheiro tomar meu segundo banho, saiu de lá em 25 minutos, tinha que esta um brinco de limpeza. Vou para o meu closed, pelado claro, e pego as duas fantasias que eu tinha comprado dois dias antes da festa e os coloco em cima da cama.
-Com qual eu vou, no estilo sombrio que diz” Hei gatinha mexa mais que eu não mordo” ou eu vou com um estilo mais leve e alegre que diga”Oi meu nome é Rodrick e sou um gostoso burro, quer brincar?” Escolha difícil. Bom pelo menos eu sei que eu vou ficar um gato em qualquer uma das escolhas, mas eu tenho que ir com um ar de “Cheguei povo medíocre”.
Depois de uns 10 minutos vendo a roupa que eu ia, eu me decido, pego a que eu não quis e a botei de volta ao closed e em pouco tempo vesti a outra.  Fui para de frente do espelho e disse:
-Se eu ficar mais lindo que isso acho que vão me prender por “excesso de gostosura em uma pessoa”.
Pego meu celular e minha chave do carro e dou um “até logo” a empregada, que por sinal não tirava os olhos de mim, e desci até a garagem. Meu bebê estava mais radiante do que nunca, branco e bem estiloso, como sempre, entro no mesmo e digo:
-Filhinho do coração, vamos a uma festa só não sei se voltaremos para casa, então comporte-se.
Ligo o carro e parto rumo a festa, rezei para que eu não fosse pego pela policia pelo que eu estava vestido eu poderia ser preso por, alem de excesso de gostosura, atentado ao pudor. Felizmente isso não aconteceu cheguei em frente do apartamento em paz, pedi para o vigia para que eu guarda-se meu carro na garagem do prédio e o mesmo deixou, quem não resisti a um pedido de um gostoso como eu? Ninguém. Desço do carro, já estacionado, e mando uma mensagem para Niik.
“Cheguei, to subindo, espero que esteja linda. Beijos!!!!”

Recebo a resposta quando já estava dentro do elevador. Subi até o andar da festa e logo saiu do elevador e adentro na festa, tive sorte por que na hora em que eu cheguei algumas pessoas estavam entrando na festa, dei meu convite a um certo alguém que eu não conhecia e já estava dentro do apê dos irmãos Morteri, peguei uma bebida e fui logo a procura da pessoa que eu mais queria ver, talvez, eu acho, não sei.. to brincando... era a Niik e eu queria vê-la.


Meu bebê:


Eu de Rocky Horror do "The Rocky Horror Picture"
Meu Look:

Thanks  Zafrina


  
Rodrick Valdez Bellator
avatar
Até aonde o dinheiro conseguir me levar...ou seja, em todo lugar.
Desculpe, mas não lhe dei tal intimidade. u.u
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall de Entrada

Mensagem por Eden Von Helling em Ter 23 Jul - 6:46:28





Be careful, I'm a dangerous tiger! Rawr.

It's the eye of the tiger, it's the thrill of the fight. Risin' up to the challenge of our rival. And the last known survivor stalks his prey in the night. And he's watchin' us all with the eye of the tiger.

Os dias haviam passado e chegara a altura da tão aguardada festa dos Morteri. Eu ainda não escolhera nenhuma fantasia, mas qualquer das minhas roupas excêntricas e infantis serviria. Por outro lado, o guarda-roupa discreto e elegante de Emily não conferia grandes opções. Enfim... Antes de me preocupar em o que vestir, tinha outra prioridade... Fazer com que a Ems quisesse ir à festa.
Tudo começara dias antes, com o início da minha terrível e irresistível persuasão. Os "Nãos" dela estavam a tornar-se ameaçadoramente comuns, contudo, nada que a minha grande habilidade de ser chata e repetitiva não curasse. No dia atual, já a persuadira, como sempre, pois uma parte dela sabia que não havia como de me contradizer. Se eu queria que ela fosse, ela ia. Em menos de nada já lhe escolhíamos um belo traje escuro de Cisne Negro e eu, como sempre o oposto, exibia um fato quente e colorido de tigre. Ela queixava-se que iria desaparecer no meio das outras pessoas, por ser baixa e estar a usar rasos, e eu apenas ria desta preocupação constante e assídua que ela sofria sempre, como se fosse o fim do mundo. "Relaxa, relaxa...", repetia eu imensas vezes, porque comigo tudo estava sempre "Tranquilo", como eu costumava dizer. Quando nos maquilhámos, passei uma base rápida pelo meu rosto, visto que as atenções iriam mais para a fantasia do que para a face em si. Dediquei grande parte do meu tempo de preparo a ajudar Emily com a sua maquilhagem elaborada, artística e muito bela. Em menos de nada já estávamos prontas e apressávamo-nos à limousine, estacionada firmemente à porta da nossa residência.
(...)
Chegámos finalmente à porta do apartamento, uma música bombava, os flashes disparavam e a loucura de festa invadiu-me de imediato. Saí da limousine aos pulinhos, imitando um tigre- como se os tigres pulassem-e entrei junto com Ems na festa. O meu visual característico e de certo diferente aos trajes sexys e/ou elegantes das outras pessoas atraiu muitos olhares. Talvez por isso, ou simplesmente porque já não suportava ouvir o som da minha voz, Emily afastou-se para ir buscar uma bebida. Eu não estava com grande disposição para sair de mim mesma logo no início da festa, razão pela qual apenas caminhei por entre as pessoas, ouvindo exclamações de repulsa frequentemente. "É aquela Von Helling, de certeza", troçavam pessoas sem sequer me ver o rosto. Qualquer outra pessoa tomaria como um insulto que associassem a sua fantasia de tigre a si mesma, contudo eu apenas me virava para elas e rugia, fomentando as suas expectativas e sendo correspondida por revirar de olhos. Longas gargalhadas introduziram a minha festa, pois adorava criar expressões de desprezo nas faces ricas e emproadas dos outros. Parei quando me deparei com a criatura mais bela que dançava harmoniosamente com um rapaz que eu desconhecia. Era Samira, a minha paixão secreta desde que descobrira que era lésbica. Ela estava tão bela que eu não pude evitar engolir em seco e ter um calafrio "Como pode ser alguém tão perfeito?", pensava enquanto via as suas tranças a abanar sensualmente numa dança tímida e graciosa que ela criava com suaves movimentos. De olhos sempre abertos, dirigi-me à pista, onde dancei bem próxima dela. O seu cheiro era exótico e delicioso, como eu me lembrava de tantos anos de a contemplar. Ela nem sempre aparecia nas festas, mas quando isso acontecia, todo o meu mundo em redor parava e só tinha olhos para aquela deusa de feições estrangeiras. Estar tão próxima dela matou-me emocionalmente. Fui até ao bar, onde entretando Emily já não estava, e peguei numa bebida, que engoli de um só trago. Levei outra para a pista, pois queria dançar, mas ainda assim esquecer da presença tão próxima da egípcia. Mas o pior aconteceu. Acidentalmente derramei um pouco da bebida na bela fantasia de Samira. Completamente assustada, mordi o lábio:
- Peço imensa desculpa!

Wearing This! // Thanks Zafrina and Maay
Eden Von Helling
avatar
Somewhere, somehow.
*-*
ESPS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall de Entrada

Mensagem por Toby A. Kerzhakov em Ter 23 Jul - 9:28:33


V de... Vingança!


Vestindo: This! Com: Todo mundo. OUVINDO: Nada. ONDE: Party
A cama estava bem macia enquanto eu jogava o convite da festa para o alto várias vezes. Eu não sabia realmente se eu iria, e foi daí que percebi que eu já estava esquecendo quem eu realmente era. Tobias Kerzhakov querendo recusar uma festa? Só podia ser uma piada, mas eu não estava com tanto senso de humor assim. Ao meu lado o meu celular estava aberto na página da Secret.
 
- Como conseguiram ver? – Sussurrei para mim mesmo enquanto eu deixava o convite cair no chão e colocava ambas as mãos no meu rosto, esfregando-as. Só pelo fato de ser a “princesa dos skatistas” eu sabia que o “desconhecido” seria eu. Mas isso me intrigava. Desconhecido? Eu não queria ser apenas um desconhecido. Eu queria algo grandioso e, principalmente, o esquecimento daquela garota. Levantei-me com um pulo retirando essas ideias da minha mente e fui até o closet. A fantasia ainda estava lá. Aquela fantasia que eu nunca pude usar.
 
Corri para o banheiro onde eu iniciei toda a minha higiene pessoal. Não demorou mais de dez minutos, na verdade, o que me surpreendia. Olhei-me no espelho antes de voltar para o quarto e percebi o meu cabelo todo desgrenhado. Não haveria necessidade de arrumá-lo hoje já que eu teria até um cabelo falso. Mesmo assim, levei a mão direita para cima a fim de ajeitá-lo para o lado. Mania.
 
Coloquei aquela camiseta longa e negra primeiramente. Ela era bem justa no tórax, o que era bom já que eu não queria parecer um espantalho e meus músculos ficariam avantajados com aquela peça. Seguido disso eu coloquei a calça da mesma cor que por sua vez era um pouco mais larga. Olhei aquilo com as sobrancelhas franzidas mas em seguida sacudi a cabeça, concentrando-me. O cinto veio em seguida. Ele era bem firme e em cada lado de sua extensão havia duas adagas de lâmina fina e com um tamanho mediano. Elas eram falsas, claro, mas isso não era um problema. Ainda pareciam bem reais. Não demorei muito em colocar as botas e as luvas negras. As botas eram de um cano alto-mediano e prendiam grande parte da calça deixando apenas a parte do joelho para cima largo. Só me faltavam dois acessórios e não demorei muito a colocá-los. A capa negra era amarrada ao meu pescoço e caia para trás, um pouco em cima de meus ombros e até os tornozelos. A ultima peça era o Gran final vinha composta da máscara “acoplada” com o chapéu e o cabelo. Os cabelos – negros, para variar – eram compridos e bastante verdadeiros. Fizeram-me pensar se aquilo já havia sido de uma pessoa. Sacudi a cabeça enquanto eu sentia minha visão sendo diminuída lateralmente e minha respiração ficando mais abafada. A máscara, branca e composta de um sorriso assustador, tinha ficado perfeita. Sorri por debaixo dela enquanto eu me olhava no espelho. Fora o tamanho, eu estava realmente parecido com o personagem do filme. O chapéu descia pela minha “testa” até tampar o início do olho, o que era um efeito bem legal.
 
[...]
 
Eu estava no carro com Michael, o motorista. Coloquei um bilhete meu em cima da mesa avisando a Vlad aonde eu iria e que possivelmente eu não teria hora de chegar. Fiquei me perguntando se ele deixaria um pouco o quarto para ir, mas acho que seria meio difícil. Deixei isso de lado para me concentrar nas informações fornecidas no convite. A festa para que eu me encaminhava era a dos irmãos Morteri. Eu conhecia muito pouco deles, mas tinha quase certeza de que os gêmeos seriam do meu mesmo ano e, enquanto eu pensava nisso, o carro parava na porta do endereço. Agradeci a Michael e saí de dentro do automóvel, ajeitando a minha máscara. Eu queria que ninguém me reconhecesse essa noite. Se eu fui taxado de desconhecido, dessa vez eu seria um desconhecido.
 
O Hall de entrada estava abarrotado de gente. Meus olhos vagaram por todo o local antes de eu realmente entrar naquele lugar e me juntar ao barulho da música e ao encosta-encosta das pessoas na pista de dança. Vi alguns rostos conhecidos, mas tive que me conter para não cumprimentá-los. Eles não me reconheceriam. Hoje eu estaria decidido a me divertir, mas decididamente eu não estava apto a beber. Minha cabeça doía e depois daquela última festa, preferia não ter copo nenhum na mão. Sem falar que a máscara me impediria disso.
 
Comecei a me balançar no ritmo da música agitada passando o olhar pelas garotas – lindas – que estavam presentes. Quem sabe eu não poderia tirar a máscara para algumas delas? Sorri com aquela ideia enquanto eu levava uma das mãos em meu cinto e a deixava lá. Aquilo era confortável, afinal de contas. Comecei a ir em direção a pista de dança e meus olhos pararam em um vestido vermelho com bolinhas brancas. Ele estava justo e era curto de uma forma tentadora. Ergui os olhos para fitar o rosto daquela garota e quase me engasguei. Aimée? Só poderia ser brincadeira.
 
Uma risada começou a se formar em minha boca, mas eu tentei reprimi-la. Ela estava de Minnie? Aquilo era uma das coisas que eu nunca imaginaria que ela estaria se fantasiando. Meu olhar parou um momento em sua boca vermelha e todas as lembranças de nossos beijos vieram em minha mente. Tive que travar uma batalha para tentar esquecê-las, mas era meio impossível. Pelo menos nessa noite aquela garota não me reconheceria e eu poderia manter apenas o ódio por ela. Isso se eu conseguisse ficar longe.
 

Coded by @Lilah!
Toby A. Kerzhakov
avatar
NY
Vai à merda.
ESPS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall de Entrada

Mensagem por Rachel Horowitz-Berry em Ter 23 Jul - 12:19:16


Party, Is a Good Idea !?  ♥

With: Nobody | Clothes: Roupa inspirada numa Fantasia de Bailarina. :3 | Feeling: Confused.

Meu olhar rodava por todo salão, a procura de algo que nem eu mesmo sabia o que era. Era tanta cena inusitada que acontecia naquela festa que o sorriso teimava em prevalecer em meu rosto sem eu saber o por que, era tudo muito novo se alguém ali da festa me conhecesse a uns 2, 3 anos atrás ficaria espantado. Rachel Berry numa festa em NY era algo muito inesperado. Depois de olhar praticamente a cada canto do salão algo chamou minha atenção, eu dei apenas uma olhada rápida mas não me contive em olhar novamente. Era um garoto, poderia dizer que o Eckl mas a fantasia era diferente. Apertei os olhos tentando enxergar melhor aquela cena, virei minha cabeça rapidamente para a pista de dança procurando o rapaz que conheci, tinha esperança de que aquilo fosse uma ilusão por conta da bebida que estava na mão, a propósito eu estava bebendo e não me dei conta disso, deveria estar bêbada e tendo visões.
Depois de ver muitas fantasias uma se destacou no meio daquela multidão, a Capa preta me soou familiar e quando vi o dono da fantasia se virar num giro coreografado reconheci o rosto era Eckl. Desta vez que olhei o outro garoto ''Gêmeo'' estava com duas garotas por perto, uma lhe deu um selinho, provavelmente a sua namorada. Suspirei de alivio, por um segundo pensei que Eckl fosse um Cafajeste.
Dirigi meu olhar novamente a Eckl, que dançava com uma bela garota morena e bonita. Eles dançavam tranquilamente até que uma garota esparrou na morena e derrubou algo na sua fantasia. Com certeza aquilo iria se desenrolar e talvez daria uma bela discussão.    



#Manhattan #Apartamento 3033 #Party #Alone ♥
I'm the one who want love you more ♥

flarnius
Rachel Horowitz-Berry
avatar
The city that never sleeps.
I don't know, you dare find out?
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall de Entrada

Mensagem por Sebastien Skei Fjellkirke em Ter 23 Jul - 13:21:02


Sono sempre stato un angelo ?
é mulherengo? Milionário? e bebe demais?, é um dos meus!


Dominique me respondeu sem olhar no meu rosto, algo que me pareceu frio e distante, mas as contidas risadinhas dela provaram que eu não havia errado ao me aproximar dela, bem ela me parecia bem descontraída, mas ao olhar para mim, eu tive que me conter para não rir, primeiro ela pausou me observando e depois me soltou um "belas asas" tá, não era o melhor dos comentários feitos sobre mim, apenas dei uns risinhos abafados, mas me contive apenas fiquei ali a observando falar com um enorme sorriso, até que ela me ofereceu bebida. Pensando bem, eu estava ali com uma garota que conheci a pouquíssimo tempo, com as mãos em sua cintura, e ela me oferecia Whisky, algo me dizia que aquela seria uma ótima noite.
 
-Desculpe-me se te assustei, mocinha indefesa, mas confesso que não pude evitar ficar longe de você. Sobre a bebida, bem para lhe ser franco "Domi", prefiro tequila. Hoje eu to afim de beber um pouco mais, vir para uma festa dessas sozinho não é uma das coisas mais agradáveis que eu já fiz. - sorri um pouco, lá estava eu apelidando a garota na maior intimidade - se bem que quem sou eu para rejeitar um pedido seu não é? Dio mio, tu sei bellissima, penso che mi sono innamorato.  
 

O sorriso foi inevitável, acho que Dominique não entendeu nada do que eu tinha dito, mas continuei ali, a encarando e sorrindo, finalmente desfiz aquele sorriso e peguei um copo de whisky, tomei dois ou três goles rápidos apenas para "aquecer as idéias" e novamente me voltei a Dominique. 


- Mas bem, conte-me o que a moça mais bonita dessa festa está fazendo sozinha no canto? E bom, me diga uma coisa, o que achou da minha fantasia Domi? Eu to legal?


Contive as risadas, apesar de achar que eu estava com uma cara de idiota que queria muito rir, obviamente provocar ela era minha intenção, afinal eu sempre fui assim, e ela me parecia um pouco nervosa na minha presença, e francamente eu não podia culpar ela, minha fantasia era um tanto, ousada de mais digamos assim.

 


Com: Chenalt; Charlotte e Dominique. humor: Soberbo; vestindo Anjo{Clica}
Narração
{} Falas {} Pensamentos


 

Thanks Maay From TPO.



Sebastien Skei Fjellkirke
avatar
Nárnia ou Terra do Nunca.
Provavelmente, rindo da sua cara.
Adulto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall de Entrada

Mensagem por Danika Dohrn Morteri em Ter 23 Jul - 13:36:18


Party

O apartamento estava cheio. Os convidados com as mais diversas fantasias, estavam espalhados pelo hall se divertindo. Eu movia meu quadril e braços acompanhando o ritmo animado da música que tocava no momento, com um garoto que estava vestido de Pinóquio que eu não fazia a menor ideia de quem era. Quando notei que meu copo estava vazio, despedi-me dele e saí em busca de mais bebida. "Vai mesmo ficar bêbada?"

As presas falsas estavam me incomodando, então me livrei delas rapidamente. "Isso havia sido um grande exagero de qualquer forma..." Me joguei num sofá com minha bebida em mãos e fiquei observando os convidados animados ao meu redor. Vi ao longe Edgar com a Emily e mais uma garota. Franzi o cenho e depois dei de ombros. "O que Edgar faz ou deixa de fazer é da conta dele." Corri com os olhos em busca do outro gêmeo e o vi dançando com uma garota que eu não reconheci. "Preciso parar de bisbilhotar meus irmãos..."

Levantei-me do sofá para dançar mais um pouco, afinal festas não foram feitas para se ficar sentado olhando os outros se divertirem. Sinto o meu celular vibrar anunciando a chegada de uma mensagem de texto. Retiro-o do pequeno bolso do vestido e olho no visor. Não pude não sorrir quando vi quem era o remetente: Rodrick. "Ele veio!" Respondo à sua mensagem e saio em sua procura com o olhar. Vejo-o próximo à porta do apartamento vestido de dourado. "Rick, Rocky?" Após beber uma boa parte do líquido transparente que estava em meu copo, sigo em sua direção com um sorriso nos lábios.

- Rocky! - Falo abraçando-o pelo pescoço. - Uma boa escolha. - Deixei uma risada escapar e dei-lhes um beijo rápido. - O que queres beber? - Perguntei erguendo o meu copo, que estava cheio até a metade, em sua direção.

Thanks Zafrina
Danika Dohrn Morteri
avatar
NY
;)
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall de Entrada

Mensagem por Connor Farell em Ter 23 Jul - 15:43:37


Hellhound


Mais uma festa? Ok, vejamos no que dá.
Uma música para eu poder entrar no clima e hora de colocar a fantasia. Abro as portas do meu guarda roupa e encontro uma que eu usei na última Comic Con, era perfeita: Dragonborn, essa seria a minha fantasia. Roupa de couro ao estilo Viking, um elmo, espada e escudo. Agora era só sair do meu prédio, enfrentar os olhares curiosos até o estacionamento, pegar meu carro e ir para o local da festa
Cheguei ao endereço que me deram e peguei o elevador até o andar da festa, era logo no Hall de entrada, então foi necessário apenas abrir a porta. O escudo atrapalhava um pouco na locomoção, mas era parte do figurino e não tinha como deixá-lo de lado.
A casa estava cheia, os presentes estavam com as mais diferentes fantasias, ainda bem que não seguia um padrão, ou eu iria me dar mal dessa vez.
Caminhava por entre as pessoas, ouvindo todo mundo rir e conversar, não fui reconhecido ainda, isso é bom, posso apreciar a festa com mais calma. Fui até um canto e fiquei observando por algum tempo, apenas observando para ver se encontrava alguém conhecido, ou mesmo alguém interessante.

Connor Farell
avatar
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall de Entrada

Mensagem por Ariella Morgana Hunterfox em Ter 23 Jul - 16:12:54


Guilty

Oh I'm a guilty one
And know what I have done
Yeah, I'm a troubled one
And I won't be forgiven♪


Respirei fundo e joguei meu cabelo para o lado... Se eu ouvisse mais uma cantada sem graça para o meu lado juro que iria matar alguém.

O garçom passou a minha frente e eu peguei uma taça e virei com tudo sem me importar com o que era. Tudo que eu queria era afastar aquele idiota de perto de mim...Estava fugindo dele a festa toda, mas o imbecil sempre me encontrava.

- Oh não... Ele de novo não. - Disse a mim mesma ao notar o mesmo cara de antes se aproximando.

Olhei ao redor procurando uma saída daquela situação. Sorri assim que notei Connor, tinha acabado de ter uma ideia... Louca, mas talvez funcionasse.

- Só concorde comigo. - Disse aproximando-me de Connor e puxando o mesmo para um beijo.

Não demorou muito até que o mesmo chato de antes se aproxima-se.

- Ah que isso gatinha. Não tinha me dito que tinha vindo acompanhada

Respirei fundo e procurei me acalmar.

- Porque não tinha vindo, mas veja só já arranjei companhia

- Aposto que está fazendo isso só pra...

Não pensei duas vezes puxei Connor para mais perto e o beijei. Em algum momento ele se tocaria e iria embora.

Por algum motivo gostei de beijar Connor. Era como receber uma descarga elétrica por todo meu corpo. A música sumiu ao meu redor, as vozes pareciam distantes...Não sei quanto tempo passou, só dei por mim quando mordi o lábio inferior de Connor e notei que talvez tivesse ido longe demais. O cara de antes já tinha sumido e eu nem tinha notado.

-Valeu por me ajudar... E sinto muito por isso
Tags: #Festa #Connor :: Notas: Melhor não comentar:: Vestindo: This :: Ouvindo: Guilty♪
Template by Aiyra for MDD
Ariella Morgana Hunterfox
avatar
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall de Entrada

Mensagem por Connor Farell em Ter 23 Jul - 16:32:39


Hellhound


Estava tranqüilo no canto da festa, olhando em volta e pensando na vida. Estava começando a ficar sufocado com aquele elmo e resolvi retirá-lo, logo que o tirei vi um rosto familiar, era Ariella que vinha na minha direção, sorri para ela e quando fui cumprimentá-la, ela me disse para concordar com ela.
Não pude nem perguntar o que estava acontecendo, quando um rapaz se aproximou e Ariella me puxou para um beijo, fiquei surpreso no primeiro momento, mas logo percebi o que estava acontecendo e me entreguei à “encenação”. Depois ela me deu um outro beijo, esse foi mais demorado e mais intenso, acabei me deixando levar pela emoção, senti alguma coisa real por ela e eu já não me importava mais com a falsidade, apenas “despertei” quando ela mordeu meu lábio.
Logo ela encerrou o beijo, me agradeceu e se desculpou pelo ocorrido. Sorri e falei:

- Não tem problema e... Eu não sinto pelo que estou prestes a fazer.

Passei meu braço direito em vota da cintura de Ari e a aproximei da minha, puxando-a para mais um beijo, não me importava com a reação dela ou de qualquer outra pessoa, na verdade, não me importava com nada naquele momento, apenas nós dois.
Ao final do beijo eu tomei um fôlego.

- Bom, muito bom.

Connor Farell
avatar
Universitários

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hall de Entrada

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum